Como a compra da Whole Foods pela Amazon pode impactar seu negócio

Memphis PPL grand opening on Tuesday, January 14, 2014.

A Amazon, de Jeff Bezos, está adquirindo a Whole Foods por US$ 42 por ação – um prêmio de 27% com relação ao preço de fechamento das ações no dia anterior ao anúncio da aquisição. O que isso significa para você?

Aqui estão alguns pontos chaves sobre o que esta grande aquisição poderia significar para os negócios – e para você pessoalmente.

Amazon dominando o mercado de alimentos
“Eles agora dominarão o mercado de alimentos”, disse surpreso, Jim Cramer, apresentador do The Street da CNBC. “Eles agora dominarão o mercado de alimentos nos próximos dois anos”. Ele prosseguiu dizendo: “Esta é uma reordenação. O que isso diz é que a Amazon quer fazer com os alimentos o que fez para todas as outras partes do varejo.”

Diga adeus aos seus supermercados locais
Dennis K. Berman, editor financeiro do Wall Street Journal, reagiu no Twitter: “A Amazon não apenas comprou os supermercados Whole Foods. Ela comprou 431 pontos de distribuição de renda superior e de localização privilegiada para tudo o que faz”.

Cramer concorda. “Esta é uma ameaça para todos que vendem alimentos, porque você não pode competir”. O preço das ações caiu para muitas empresas de alimentos importantes, incluindo Walmart, Target, Costco, SuperValu e Sprouts.

Embora isso pareça uma competição difícil para grandes operações de supermercados como Kroger, Publix e similares, também é uma grande oportunidade para empresários e empresas na agricultura, logística e cadeia de suprimentos.

Diga ‘oi’ para seu produtor rural local
O que a Amazon sempre viveu foi criar uma mentalidade de o cliente vem primeiro, e no fornecimento de alimentos, há muito espaço para inovação. Ter a Amazon “na mesa” em alimentos traz uma série de oportunidades:

  • Revolucionar a cadeia de fornecimento de alimentos
  • Mudar o modelo de logística em torno do transporte de alimentos
  • Conectar mais diretamente o cliente à agricultura – o que poderia ser o impulso que o nosso setor precisa para prosperar completamente.

Irv Grossman, vice-presidente executivo das Américas para a consultora de logística multinacional Chainalytics, afirmou: “A Amazon vai oferecer inovação e, ao mesmo tempo, colocar extrema pressão nos lucros no segmento tradicional de supermercados”. Ou, ele brincou, em outras palavras, “traga-me couve de Bruxelas com um drone.”

Haverá mais inovação no segmento de estilo de vida saudável
A Whole Foods não é o único verde da Amazon. A empresa está desenvolvendo as Spheres, uma região selvagem de 3.000 espécies com Wi-Fi. Bezos também está ocupado com o Blue Origin, onde o lema é, “TERRA, EM TODA A SUA BELEZA, É APENAS NOSSO LUGAR DE PARTIDA” (tudo em maiúsculo no original).

Então, o que isso significa para você? Bem, o editor financeiro do WSJ, Berman, apenas disse no Twitter, “Como a Amazon se parecerá em 2025? Comércio, Serviços da Web, Mídia, Serviços de Logística, IA, Genômica? O que estou perdendo?”

“A aplicação das tecnologias da informação está impactando todas as indústrias, inclusive a indústria de supermercados”, disse Deb Casurella, CEO da MyAgData em Effingham, IL. “Estamos na vanguarda desse mesmo fenômeno na agricultura”.

Inteligência artificial aplicada
Um dos desafios no desenvolvimento da inteligência artificial é a qualidade dos dados. O Alphabet (Google) foi recentemente gravado, à medida que vê todo o seu negócio como inteligência artificial.

Mas um dos novos desafios do Google agora é que a Amazon aumentou substancialmente sua presença física e também sua fatia da carteira americana, indo para supermercados de ponta.

As incursões da Amazon na inteligência artificial terão melhores informações devido a uma grande participação no mercado de alimentos, que é algo que as pessoas consomem diariamente e localmente.

Esta medida posiciona estrategicamente o Alexa contra o Google Assistant de forma muito séria, o que criará inovações mais interessantes, pois a Amazon e o Google vão concorrer mais diretamente, cabeça a cabeça, na inteligência artificial. “Alexa, quais são minhas opções para comprar leite a pasto hoje?”

Farmácia e saúde

Também parece que a indústria farmacêutica e a de cuidados de saúde podem ser cada vez mais atraentes para o apetite da Amazon. A saúde é um importante direcionador para os clientes da Amazon e uma área em que sua pegada cada vez maior faria uma grande diferença.

Fonte: Artigo de Lisa Calhoun, para o https://www.inc.com, traduzido e adaptado pela Equipe BeefPoint.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *